Aquele que Cresceu nas Montanhas

Aquele que cresceu nas montanhas pode viver durante anos na cidade, desenvolver um trabalho científico e enriquecer sua inteligência, mas o que não pode fazer é permanecer eternamente lá embaixo. Quando vê aparecer o sol entre as nuvens e sente o vento no rosto, sonha como uma criança com novas aventuras nas montanhas. Comigo acontece exatamente isso.”

Reinhold Messner

Anúncios

Estrada Sem Fim

Na busca de novos desafios em montanha e trekking, não temos escolhas, é preciso seguir por estradas…

Que muitas vezes parecem não ter fim!

Nestas estradas temos a companhia de dois companheiros anônimos: o inexplorado e o ignorado.

O inexplorado nos deixa curioso, faz a imaginação ir longe. Quase sempre o que vemos ao longe parece impossível de ser atingido e superado. 

O ignorado é seguir adiante mesmo sabendo dos riscos associados. Muitas vezes não temos toda a experiência necessária ou relegamos a questão.

O espírito planejador e desbravador deve falar mais alto.

O importante é seguir adiante, estar alerta e saber o momento de estacionar, desviar, ou até mesmo, desistir. A humildade deve ser a companheira #1.

Por isso seja no asfalto, terra, cascalho, lama ou curso d’água, as estradas são apenas a entrada do prato principal.

No final da viagem, a estrada parece interminável, sem fim… O jeito é relaxar e aproveitar a paisagem!

Felicidade

P1030186 (Large)

Que a felicidade não dependa do tempo, nem da paisagem, nem da sorte, nem do dinheiro.

Que ela possa vir com toda simplicidade, de dentro para fora, de cada um para todos.

Que as pessoas saibam falar, calar, e acima de tudo ouvir.

Que tenham amor ou então sintam falta de não tê-lo.

Que tenham ideais e medo de perdê-lo.

Que amem ao próximo e respeitem sua dor.

Para que tenhamos certeza de que:

“Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade”.

Carlos Drummond de Andrade

P1040624 (Large)

FELIZ ANO NOVO !!!

A Vida é

P1040141 (Large)

“A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram cinquenta anos! Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente                                     
e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo…
E tem mais:                                                            
Não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.”

Mario Quintana

P1040638 (Large)

Era do Gelo

P1040972 (Large)

A origem de um glaciar se dá onde a neve se mantém ao longo de anos e anos de precipitação. A neve acumulada se comprime em seu próprio peso e assim perde o ar entre os cristais de gelo, formando grânulos cada vez maiores e compactos. À medida que esta compressão vai eliminando as partículas de ar, a neve se transforma em um tipo de gelo translúcido, até formar o gelo glaciar de coloração azulada.

P1030993 (Large)

P1020478 (Large)

Os glaciares ou geleiras originam das glaciações que são acontecimentos climáticos cíclicos que se estendem por milhares de anos, onde a baixa temperatura e umidade produzem um acentuado aumento da massa de gelo. Somos expectadores dos efeitos da ultima glaciação (era do gelo), que ocorreu há cerca de 110 mil anos, o que em termos geológicos, é um breve lapso do tempo.

P1020045 (Large)

O permanente movimento de uma geleira parece imperceptível. Como se originam em altitudes mais elevadas o efeito da gravidade atua na conformação de rios de gelo que descem as montanhas. A grande massa de gelo busca seu destino como se fosse um curso d’água terminando em lagos e oceanos.

P1020606 (Large)

P1040357 (Large)

Os glaciares são um dos maiores responsáveis pela formação de inúmeras paisagens em nosso planeta. Após o retrocesso natural da ultima glaciação, surgiram grandes depressões que foram inundadas pelas águas do degelo, formando grande lagos, inúmeros canais e fiordes. Na compressão de milhares de toneladas de gelo formaram vastas planícies e extensos vales. Toda a geografia da Terra foi afetada pela ação das geleiras.

P1020629 (Large)

P1040636 (Large)

Os glaciares são santuários naturais onde a preservação é o mínimo que devemos ter quando os visitamos. São regiões que protegem e conservam características naturais de uma rica fauna e flora. Uma paisagem selvagem e deslumbrante.

P1020421 (Large)

Então temos trilhado por caminhos da última era do gelo em meio às montanhas, vales, bosques, desertos e lagos. Algumas vezes os caminhos se mostraram difíceis e perigosos devido às intempéries; E assim tivemos que recuar ou esperar. Em outros momentos o caminhar foi lento para garantir uma chegada segura.

Caminhar é preciso…

Vozes da Natureza

P1030901 (Large)

“Os dias que estes homens passam nas montanhas são os dias em que realmente vivem. Quando a mente se limpa das teias de aranha e o sangue corre com força pelas veias. Quando os cinco sentidos recobram a vitalidade e o homem completo se torna mais sensível, e então já pode ouvir as vozes da natureza, e ver as belezas que só estão ao alcance dos mais ousados.”

Reinhold Messner

Tempo da Travessia

P1030619 (Large)

“Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos.”

Fernando Pessoa