Vale do Silêncio

P1020499 (Large)

Iniciamos a subida em direção ao Vale Ascencio e me vinha à lembrança que o Paso de Los Vientos estava próximo. Realmente as fortes rajadas de vento nos deixaram alerta na descida ao Refugio Chileno.

P1020431 (Large)

Degustamos algumas amêndoas e descansamos para subir em direção ao acampamento Torres. Para nossa alegria o acampamento não estava cheio e conseguimos um bom local para montar as barracas e preparar o jantar.

P1020470 (Large)

Como o dia patagônico é longo, eu e mais um amigo resolvemos explorar o Vale do Silêncio. A estratégia foi avançar até duas horas de caminhada, controlando o horário de retorno para estarmos de volta ao por do sol.

P1020475 (Large)

Iniciamos a trilha margeando o rio Ascencio dentro de um típico bosque patagônico. Encontramos inúmeras “lengas”, uma espécie arbórea, derrubadas pelo vento. Na caminhada tranquila chegamos ao acampamento Japonês que é usado por escaladores.

P1020487 (Large)

A trilha avançou sobre uma encosta entre pedras soltas até atingir um caminho nivelado. Todo este trecho contornou o Cerro Nido de Condor. Para nossa surpresa encontramos uma belíssima flor naquele lugar inóspito.

P1020503 (Large)

Ao adentrar o Vale do Silêncio, o isolamento do lugar é tomado por uma visão de montanhas nevadas e um rastro do degelo indicado por grandes faixas de pedras.

P1020496 (Large)

A primeira vista temos o Cerro Tridente e depois os gigantes Cerro Escudo e mais a esquerda o Cerro Fortaleza. O vale se fecha como um grande anfiteatro tendo às costas de Torres del Paine escondidas à esquerda.

P1020479 (Large)

Com o anuncio do por do sol refletindo nas montanhas e um vento gelado assolando nossa resistência, havíamos chegado ao nosso limite.

P1020501 (Large)

Assim garantimos o resto da luminosidade daquele dia para retorno com segurança ao acampamento Torres.

Anúncios

Torres del Paine – parte 2

P1030769 (Large)

Saímos de Los Perros ao amanhecer, caminhando por um bosque totalmente encharcado. Em seguida iniciamos uma longa subida entre pedras e campos de gelo até o Passo John Gardner.

P1030705 (Large)

Com o vento forte e chuva gelada foi difícil registrar fotos. Apesar da sensação de temperatura abaixo de zero e cansaço, uma alegria e respeito imenso nos atingiu quando avistamos o campo de gelo Patagônico Sul. Imponente, magnífico!

P1030752 (Large)

O clima voltava a mudar e a partir deste ponto a trilha desceu a montanha entre árvores totalmente deformadas pela ação dos ventos, chegando ao El Paso. Hora de montar acampamento, preparar comida quente, vestir roupas secas e dormir quase doze horas.

P1030791 (Large)

No dia seguinte caminhamos entre bosques e ravinas, hora subindo hora descendo, e tendo a vista do campo de gelo e do glaciar Grey ficar para trás. Chegando no refúgio Grey prolongamos o descanso por causa da chuva.

P1030901 (Large)

Seguimos na caminhada e paramos para repor as energias e descansar no refúgio Paine Grande antigo Pehoe. Momento fotográfico com uma visão estonteante do lago azul turqueza.

P1030904 (Large)

O final foi bastante desafiador devido as chuvas torrenciais, baixa temperatura e vento forte até chegarmos ao acampamento Italiano.

P1030925 (Large)

Nada como um dia depois do outro. Amanheceu ensolarado e céu de brigadeiro! Um dia todo de caminhada no Vale Francês. Espetacular!

P1030946 (Large)

Valeu cada passo percorrido… Cada palavra de incentivo, coragem e perseverança dos amigos!

P1030749 (Large)

Última parte desta aventura em breve.

Torres del Paine – parte 1

P1030524 (Large)

As oportunidades são tesouros. Pela segunda vez estava iniciando uma longa jornada em um dos lugares mais espetaculares do nosso planeta Terra. Após dois dias e meio, entre aviões e ônibus, atravessando a fronteira da Argentina para o Chile, chegamos ao destino inicial de um trekking de oito dias pelo circuito completo do Parque Nacional Torres del Paine.

P1030542 (Large)

A expectativa era grande dos seis amigos. Ao meio dia, saindo do acampamento Las Torres, iniciamos a travessia no sentido anti-horário. Uma trilha tranqüila onde fomos contemplados por horas a fio caminhando em campos repletos de margaridas, margeando o rio Paine.

P1030569 (Large)

O pernoite no acampamento Seron foi o primeiro indicativo dos ventos fortes e um frio de quebrar ossos. No segundo dia além das curvas de nível acentuadas, uma chuva fraca brincava com a ventania. As colinas em aclive margeavam e contornavam o Lago Paine que escondia o aconchegante refúgio Dickson. A primeira vista, esta paisagem descreve o cartão postal de um refugio dentro de um bosque, margeado por um belíssimo lago e um glaciar mais ao fundo.

P1030604 (Large)

Após um merecido descanso subimos em direção ao acampamento Los Perros. A chuva gelada caia suavemente. O corpo doido se alegrava com a primeira visão das várias geleiras do caminho, o Glaciar Los Perros.

Continua nos próximos meses, parte 2 e 3.