Encantos da Canastra

Os encantos da Canastra começaram com a vinda do navegador Américo Vespúcio que comandou uma expedição à foz de um rio nas terras do Novo Mundo. Era 4 de outubro de 1501, dia de São Francisco de Assis, o padroeiro dos animais e da natureza. Então nascia o Velho Chico. Depois vieram novas comitivas portuguesas que desbravaram, navegando rio adentro, o interior do continente.

O nome Canastra foi denominado aos chapadões por terem um formato parecido com um baú antigo. Então a magia do lugar foi encantando os colonizadores que chegavam na região da Serra da Canastra.

Das várias serras que compõem a região da Canastra, a altitude atinge 1.500 metros, em meio a uma rica fauna e flora, cuja cobertura vegetal de cerrado e matas ciliares revelam um terreno acidentado que formam belíssimas depressões, em centenas de cachoeiras, como a famosa Casta D’Anta.

Para proteger e preservar este bioma, sua fauna e nascentes, como também, possibilitar pesquisas, educação ambiental e turismo ecológico, foi criado o Parque Nacional da Canastra em 1972.

A magia da Serra da Canastra não é somente a natureza exuberante, mas também sua culinária peculiar e principalmente o acolhimento do povo mineiro.

Local: Delfinópolis e São Roque de Minas – MG.

Anúncios

Retrospectiva – Categoria Roteiro

Ao longo destes 4 anos do Adamu Trekking tivemos a oportunidade de postar 40 artigos sobre roteiros.

Diferentemente das categorias Trekking e Corrida onde são relatos pessoais, nesta categoria Roteiro, investimos algum tempo na pesquisa do local visitado.

Em geral, descrevemos sobre a história do local, origem do nome, localização, acessos, distancias e altitudes, atrativos naturais, fauna e flora, características e nomes das trilhas.

Entre vales e picos, montanhas, selvas, desertos, cavernas e litorais, caminhamos muito, as vezes sob condições extremas de clima, para vivenciar o melhor destes roteiros.

Afinal, vamos aos destaques dos posts publicados nessa categoria, são eles:

Novos roteiros serão publicados em breve!

Forte Abraço!!!

Kleber Luz

Parque Nacional de São Joaquim

P1050900 (Large)

Em 1961 foi criado o Parque Nacional de São Joaquim, tendo seus limites nos municípios de Urubici e Bom Jardim da Serra (parte alta), Orleans e Grão Pará (parte baixa).

P1010953 (Large)

Esse belíssimo parque nacional nasceu da necessidade de proteger a Mata de Araucária, muito comum nessa região do estado de Santa Catarina.

A formação geológica do parque é composta por basalto e arenito. As composições rochosas existem a mais de 100 milhões de anos.

P1130643 (Large)

O cartão postal é o Morro da Igreja, com 1.822 m de altitude, com vista para a Pedra Furada. Para visitar este atrativo deve-se solicitar autorização na sede do ICMBio em Urubici.

Na estrada do Morro da Igreja está proibido o trânsito de veículos pesados. Se houver chuva excessiva a estrada será interditada para trânsito de veículos leves.

P1050848 (Large)

Dentro e ao entorno do parque, existem paisagens fantásticas com inúmeros atrativos naturais entre mirantes, morros, campos, serras, cânions, vales, rios, cachoeiras, cascatas, caverna, gruta e até inscrição rupestre.

Em especial se vê uma rica ave-fauna integrada a beleza da floresta de araucária e mata atlântica.

Embora dentro da área de parque esteja provisoriamente suspensa atividades como caminhadas, travessias e cavalgadas.

P1050855 (Large)

Para compensar, aos arredores, as serras do Corvo Branco e do Rio do Rastro mostram todo seu esplendor dado que estão bordeadas por cânions com diferença de 1.100 metros de altitude entre municípios da serra e litoral sul de Santa Catarina.

P1130675 (Large)

Local: Parque Nacional de São Joaquim / SC.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Solarium - na Estrada de terra retornando para APG (53)

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros foi criado em 1961 e declarado pela UNESCO como Patrimônio Mundial Natural em 2001.

Jardim de Maytrea - sequência III (90)

Está localizado entre os municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante e Colinas do Sul no estado de Goiás.

Jardim de Maytrea - sequência V (92)

Tanto o parque nacional como seu entorno, através de reservas particulares do patrimônio natural – RPPN, são para proteger e conservar o cerrado de altitude.

Salto I - chegando onde o príncipe chegou (555)

Atualmente o cerrado é um dos biomas brasileiros mais ameaçados de extinção devido as queimadas, expansão do agronegócio, pecuária e carvoarias.

Ponte de Pedra - debaixo da ponte (325)

A riqueza desse bioma é imensa. Sua fauna e flora são singulares. Suas nascentes e cursos d’águas são de importância estratégica para o desenvolvimento da região central do país.

Salto I - Rio Preto (542)

O afloramento rochoso de bilhões de anos apresenta chapadões e cânions de rara beleza com formação das veredas e buritizais. De paisagem distinta entre o período de estiagem e das chuvas.

Salto II - 80m (550)

Dos antigos caminhos de garimpo de cristais, hoje são trilhas que levam aos seus atrativos naturais entre morros, cânions, cascatas e cachoeiras.

Canyon II - o poço (580)

Vamos caminhar debaixo do calor do cerrado, explorar cânions, cachoeiras gigantes e nadar em singelos regatos, poços profundos…

Nos acompanhe nesta aventura. Novos posts em breve!

Vale da Lua - formações III (520)

Local: Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros / GO.