Parque Nacional de Itatiaia

P1110044 (Large)

O primeiro parque nacional do Brasil, o Parque Nacional de Itatiaia, foi criado em junho de 1937 pelo Presidente Getúlio Vargas.

P1100871 (Large)

Situado na Serra da Mantiqueira na divisa de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. A área do parque abrange os municípios mineiros de Itamonte e Bocaina de Minas, e municípios cariocas de Itatiaia e Resende.

P1100959 (Large)

A vegetação é fortemente influenciada pela altitude. A 540 metros a.n.m. predomina a floresta densa, diversos curso d’água, com fauna e flora abundante. A medida que subimos a serra, tendo seu ponto culminante a 2.791 metros a.n.m., encontramos uma vegetação rasteira e montanhas rochosas.

P1100552 (Large)

Conhecida como Parte Alta, na região do Planalto de Itatiaia avista-se os campos de altitude, mananciais e montanhas. Paraíso para a prática de caminhadas, escaladas e travessias. Os atrativos naturais são o Pico das Agulhas Negras, Prateleiras, Morro do Couto, Cachoeira do Aiuruóca, Asa de Hermes, Pedra do Sino e Pedra do Altar.

P1110064 (Large)

Na Parte Baixa encontram-se uma vegetação densa, cachoeiras e piscinas naturais em meio à exuberante Mata Atlântica. Os principais atrativos são o Mirante do Último Adeus, Três Picos, Lago Azul, Poranga, Maromba, Itaporani, Véu de Noiva e Centro de Visitantes.

P1100457 (Large)

Com uma pitada de aventura, bom condicionamento físico, respeito a natureza e práticas seguras em atividades outdoor, podemos desfrutar ao máximo todos estes atrativos. Nos próximos posts exploraremos a Parte Alta e Baixa da Unidade de Conservação.

P1100481 (Large)

Local: Parque Nacional de Itatiaia / RJ

Anúncios

Flores da Montanha

P1000166 (Large)

Um final de semana especial. Em primeiro lugar pela companhia dos amigos, entre pais e filhos. Em segundo, estar na região elevada do planalto de Itatiaia. Em terceiro pela riqueza da composição florística dos campos de altitude.

P1000167-1 (Large)

Apesar da interferência humana, o Parque Nacional do Itatiaia se destaca pela Floresta Ombrófila Densa ou Floresta Pluvial Tropical e na parte mais elevada do planalto ocorrem os Campos de Altitude. Uma curiosidade, tanto o termo Ombrófila, de origem grega, como Pluvial, de origem latina, ambas significam “amigo das chuvas”.

P1000181 (Large)

Além do predomínio de gramíneas, também ocorre grande número de bromélias, orquídeas, cactos e líquens. A flora dos Campos de Altitude é considerada extremamente especializada para suportar o frio do inverno e ventos constantes.

P1000209 (Large)

Os campos e arbustos são substitutos da floresta a partir de 1.600 metros de altitude, quando as condições ambientais não permitem a evolução de árvores. Tudo dentro de um relevo intricado entre vales, grotas e vertentes de grandes variações de altitudes e temperaturas.

P1000194 (Large)

Esta verificação ocorreu num final de semana em maio quando as temperaturas entram em declínio gradual com o fim do outono e chegada do inverno. O caminho percorrido nos levou ao Morro do Couto que está entre as dez maiores elevações rochosas brasileiras.

P1000184 (Large)

Como tudo na natureza a beleza é perfeita através da nossa percepção imperfeita. As árvores podem estar retorcidas de modo estranho ou pétalas faltarem na composição de uma flor. No final das contas a natureza é sabia nas suas revelações.

P1000277 (Large)

Liberdade de Escolha

P1100511 (Large)

“Nós temos total liberdade de escolha. Por que você é levado em sua vida pela criatura viva interior, o seu ser espiritual brincalhão que é o seu ser verdadeiro. Não dê as costas a possíveis futuros antes de ter certeza de que não tem nada a aprender com eles. Você está sempre livre para mudar de ideia e escolher um futuro, ou um passado diferente.”

Richard Bach

Vales e Picos

P1020575 (Large)

Numa travessia os dias são longos e as noites são um descanso profundo. A jornada exige atenção e celebração, seja pela beleza do caminho ou simplesmente pela missão cumprida.

P1020479 (Large)

Em uma destas longas caminhadas, depois de uma noite gelada, amanheceu ensolarado e a ventania indicava boas condições climáticas. Logo no segundo dia, um amigo já demonstrava certa preocupação pela jornada que se iniciava. Então começamos a trilha e em alguns momentos, algumas palavras de incentivo eram pronunciadas ao vento, como sem sentido, despretensiosas e alegres.

P1020522 (Large)

Alguns achavam estranho aquele comportamento, mas ao longo do dia isso fez toda diferença e chegamos ao destino planejado. Logo após o jantar, este amigo me procurou e comentou que achava que não conseguiria se não tivéssemos agido como cada um zelando pelo outro. Algo me dizia que ele conseguiria. Tinha preparo físico, mas faltava confiança e naquele momento a mente dele jogava contra.

P1020366 (Large)

A confiança é a essência de um processo do autoconhecimento, é a semente que germina dentro de nós para alcançar aquilo que buscamos. Se dentro de nós não tivermos esta certeza, os resultados não serão atingidos e desistiremos diante do primeiro obstáculo. Entre vales e picos os obstáculos são gigantescos diante da mãe natureza. Se a pensamento solto dominar nossa essência, seremos escravos de uma existência sem significado.

DSC09736 (Large)

Respirar profundamente e sentir o batimento cardíaco. Estar vivo agora! Este instante e nada mais! Esta jornada por si só já é uma grande benção. Na ansiedade da vida moderna ficamos cegos e deixamos de nos sentir vivo. Na caminhada podemos observar se alegria e serenidade fazem parte da jornada. Se não, estamos nos distanciando da nossa essência espiritual. Quando estes sentimentos estiverem presentes em nosso dia a dia, a caminhada terá um significado maior onde o ego e a mente não terão poder sobre o nosso verdadeiro Ser.

DSC09726 (Large)

Como a primavera, época primeira que antecede o verão, onde as borboletas e abelhas voam de flor em flor em busca do néctar das flores, que a busca pelo conhecimento de si seja como um néctar doce e rico de confiança.

DSC09683 (Large)

Que venha a próxima travessia… Boa semana!

Pico das Agulhas Negras

P1100397 (Large)

O Pico das Agulhas Negras é um dos cumes mais alto do Brasil a 2.792 metros de altitude. Em Tupi Guarani, Itatiaia significa pedras pontiagudas que representam o formato de agulhas.

P1100250 (Large)

Saindo bem cedo sentido Rio de Janeiro, desviamos na Garganta do Registro e seguimos por estrada de terra. A partir desde ponto a paisagem se transforma. As matas dão lugar aos campos de altitude formado por rochas e vegetação rasteira.

P1100544 (Large)

Um lugar especial repleto de montanhas cuja temperatura no inverno chega facilmente abaixo de zero. Em junho de 1985 ocorreu algo inusitado, uma intensa e memorável precipitação de neve cobriu o maciço de Itatiaia. Em geral, no inverno, os dias ensolarados enganam os menos avisados, pois nesta altitude e frio e vento são cortantes.

P1100200 (Large)

A partir da portaria do parque nacional seguimos a pé por uma estradinha até o inicio da trilha. Deste ponto já temos uma magnífica visão da montanha. A caminhada avança em direção ao maciço rochoso e avistamos as Prateleiras ao fundo.

P1100381 (Large)

Após atravessar um regato de água cristalina, o caminho em aclive se intensifica numa subida de aproximadamente mil metros em direção ao cume. Deste ponto a “escalaminhada” fará parte do desafio.

P1100288 (Large)

Local: Parque Nacional de Itatiaia / RJ