A Vida é

P1040141 (Large)

“A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal…
Quando se vê, já terminou o ano…
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram cinquenta anos! Agora é tarde demais para ser reprovado…
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente                                     
e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas…
Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo…
E tem mais:                                                            
Não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.”

Mario Quintana

P1040638 (Large)

Anúncios

Pico do Selado

IMG_5840 (Medium)

O Pico do Selado está localizado entre os distritos de Monte Verde, em Camanducaia / MG, e São Francisco Xavier, município de São José dos Campos / SP.

Numa sequência de montanhas rochosas da Serra da Mantiqueira temos o Pico do Selado como ponto culminante a 2.080 metros de altitude.

P1110016 (Large)

O acesso pode ser feito por trilhas, tanto pelo lado de Monte Verde como por São Francisco Xavier.

O grau de dificuldade de cada lado está nas distâncias, inclinação, tipo de terreno e trilhas quase todas autoguiadas.

P1030953-54 (Large)

Pelo caminho mais longo, segue a Trilha do Jorge numa travessia de São Francisco Xavier até Monte Verde e depois sobe até o Platô, para então seguir na trilha que chega ao pico.

Outra opção é seguir pela mesma trilha, desviar para a Pedra da Onça, seguir para Pedra Partida sentido Pedra Redonda, Chapéu do Bispo até o Platô e de lá subir até o pico.

Em qualquer destes dois caminhos, será uma longa jornada com mochila cargueira para fazer pernoite e voltar no dia seguinte.

Considere ainda que o trecho da Pedra da Onça até a Pedra Partida não é toda autoguiada.

P1030945 (Large)

Outra opção é pelo lado de Monte Verde. Começar a caminhada pela trilha do Platô, no final da rua da Mantiqueira, ou pela trilha do Chapéu do Bispo, no final da avenida das Montanhas.

Neste caso ambos chegarão ao Platô e depois até o pico. Com uma mochila de ataque pode-se aproveitar bem o dia saindo cedo para voltar ao entardecer.

P1040032 (Large)

Em termos de duração de ida e volta, a estimativa é de 15 horas pelo lado de São Francisco Xavier e 5 horas pelo lado de Monte Verde.

As paisagens desta parte da Serra da Mantiqueira são de tirar o fôlego com visão 360 graus das montanhas do sul de Minas e de São José dos Campos.

Abordaremos as travessias, de São Francisco Xavier a Monte Verde e Serra dos Poncianos, em novos posts.

P1030980-1 (Large)

Local: Serra da Mantiqueira – entre Monte Verde e São Francisco Xavier.

Terra

Do original em inglês “HOME”, este documentário de 2009 é pura aula de ciência, geografia, história e muito mais…

” TERRA, nossa casa, nosso lar. Lar é sinônimo de harmonia, onde as pessoas vivem e sentem-se bem.

Para refletir no que estamos transformando o nosso LAR.”

Imperdível!

Produção – Europacorp e Elzevir Films. Escritores – Isabelle Delannoy, Yann Arthus-Bertrand, Denis Carot, Yen Le Van e Tewfik Fares.

Cerrado – Savana Brasileira

O Cerrado e Caatinga são as savanas brasileiras. O Cerrado abrange os estados de Goiás, Tocantins, Bahia, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí, Distrito Federal e Minas Gerais.

O Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro porém uma grande parte já foi destruído pela ocupação humana através das cidades, plantações monoculturas, pecuária intensiva, carvoarias, atividade madeireira e mineradora; E frequentes queimadas.

A biodiversidade do Cerrado está fortemente ameaçada de extinção, como também, o fim de grandes mananciais de água que abastecem importantes rios brasileiros.

O Cerrado é o bioma com o menor percentual de áreas com proteção entre as unidades de conservação de proteção integral e de uso sustentável no território brasileiro.

Preserve este importante bioma. Veja o vídeo:

Vídeo: Filipe Machado

Vale Encantado

Encontramos o guia Chico Bento e mais alguns aventureiros para explorar o Vale Encantado.

O dia ensolarado anunciava uma muralha naquela visão da serra. Olhando a mata de longe parecia quase que vertical.

P1100818 (Large)

Em trinta minutos de caminhada chegamos ao ribeirão do Gomeral. A caminhada em trilha molhada adentrou um cânion estreito repleto de cascatas, cachoeiras e poços.

P1100702 (Large)

De cenários incríveis, subimos leitos rochosos as margens de águas geladas onde raios de sol abriam clareiras de luz e calor em meia a mata escura e fria.

P1100755 (Large)

A trilha na mata fechada dava lugar a leitos de pedra e de pequenas encostas rochosas onde o uso de corda se fez necessário.

O encanto estava presente nos contrastes entre luz e trevas, claro escuro, calor e frio, água e pedra. Um lugar singular e ao mesmo tempo exuberante!

P1100719 (Large)

Das altas paredes rochosas, o musgo verde escorria pela encosta, e dele brotavam fios d’água. Cascatas escorriam e uma névoa se fazia presente em forma de gotículas… A densa vegetação aflorava em equilíbrio.

A contemplação se fez presente.

P1100723 (Large)

No final, as paredes do cânion fecharam num singelo regato.

Deixando o olhar subir pelas paredes íngremes, a luz se escondia na copa das árvores…

Em minutos, com o sol a pino, a luz caminhou lentamente das árvores e desceu a parede rochosa até atingir as pedras onde estávamos.

P1100740 (Large)

Um véu de luz se abriu e fechou ao longo do caminho.

P1100749 (Large)

Uma caminhada onde é preciso estar preparado de corpo e alma.