Gruta dos Fugitivos

P1090055 (Large)

Na Serra do Ibitipoca são encontradas mais de uma dezena de grutas de rocha de quartzito.

P1080842 (Large)

As grutas abrigam uma rica fauna silvestre. Por ser um ambiente frágil o equilíbrio da fauna, flora e curso d’água ao entorno garantem a sua preservação.

P1080856 (Large)

No início do século XIX há registros da população de moradores em Ibitipoca ser composta por uma parcela significativa de escravos.

P1080869 (Large)

Devido as péssimas condições de vida e castigos cruéis, surgiram os quilombos. Algumas grutas da região do parque foram abrigos de escravos fugidios.

P1080812 (Large)

O naturalista Saint-Hilaire cita a tentativa de estabelecer quilombos dentro de algumas grutas. Uma delas é a Gruta dos Fugitivos situado ao norte do parque.

P1080854 (Large)

Local: Conceição do Ibitipoca / MG.

Anúncios

A Natureza está Falando – Mãe Natureza

A Natureza está Falando são sete curta-metragem para chamar a atenção das pessoas para cuidar melhor do meio ambiente. A mensagem é:

“A natureza não precisa de pessoas. As pessoas é que precisam da natureza.”

Os vídeos são narrados por atores famosos como Penelope Cruz, Harrison Ford, Edward Norton, Robert Redford, Julia Roberts, Ian Somerhalder e Kevin Spacey; E os temas abordados falam sobre Água, Mãe Natureza, Oceano, Floresta, Solo, Árvore e Recife de Corais.

Este segundo vídeo com a atriz Julia Roberts mostra que a natureza não precisa das pessoas, mas nós dependemos dela para sobreviver.

A Mãe Natureza diz:

                                     “Suas ações vão determinar o seu destino. Não o meu.                                       Eu sou a natureza. Eu vou continuar…”

Vídeo: Conservation International

Gigante Adormecido

P1100410 (Large)

Dizem que o Pico do Itaguaré lembra um rosto humano e daí foi apelidado de “Gigante Adormecido” ou “Nariz do Gigante”.

Essa imagem pode ser vista de longe na rodovia Presidente Dutra onde a serra destaca o Pico dos Marins a esquerda e o Pico do Itaguaré no canto direito.

P1080562 (Large)

O maciço do Itaguaré se desponta na Serra da Mantiqueira a 2.308 metros de altitude na divisa entre os municípios de Marmelópolis, Passa Quatro e Cruzeiro.

P1080595 (Large)

Como as encostas são íngremes e escarpadas do lado do vale, o melhor caminho é subir a serra em direção a Passa Quatro e desviar por estrada de terra na zona rural de Cruzeiro.

O sábado amanheceu nublado e a previsão anunciava chuva no final da tarde. Foi preciso atenção com os horários para fazer o cume em um dia.

P1080578 (Large)

Partimos de madrugada e pegamos um amigo em Cruzeiro que conhece muito bem a região de serra onde se localiza o Pico do Itaguaré.

Deixamos o carro numa clareira, à beira da estrada de Marmelópolis. A trilha atravessou riachos e seguiu mata adentro numa subida constante até atingir o primeiro maciço rochoso.

P1080618 (Large)

Ao meio dia, o sol desapareceu entre nuvens. A ventania anunciava a necessidade de apressar os passos para evitar a tempestade que se aproximava.

A subida levou três horas e meia de trilha com “escalaminhada” no final. Lá de cima a visão é incrível! A leste temos a vista da Serra Fina e ao sul o município de Cruzeiro.

P1080625 (Large)

A oeste se desponta o imponente Pico dos Marins e na crista outras elevações se destacam de oeste para leste, como o Marinzinho e Pedra Redonda.

P1080635 (Large)

Até onde a vista alcança, pode-se ainda ver outras cidades como Cachoeira Paulista, Lorena, Guaratinguetá, Aparecida, Roseira e as montanhas de Marmelópolis e Passa Quatro.

P1080637 (Large)

O retorno foi ligeiro, sem paradas. Assim conseguimos retornar com segurança ao ponto de partida. Evitamos uma provável tempestade magnética no cume.

P1080648 (Large)

Bora pra próxima montanha!