Terra Ronca

Caverna Terra Ronca I - olhando a entrada (466)

O mundo subterrâneo do Parque Estadual de Terra Ronca é um dos maiores complexos de cavernas no Brasil. Situado no cerrado, a nordeste do estado de Goiás, divisa com o estado da Bahia.

Caverna Angélica - colunas (361)

São centenas de cavernas formadas pela ação imemorial das águas de rios subterrâneos. É uma aventura ímpar que deve ser orientada por um guia local experiente e uso de equipamento adequado para ambiente de caverna.

Caverna Angélica - na boca do tubarão (373)

Devido à grande concentração de calcário, no teto formam-se as estalactites que crescem 1 cm a cada 50 anos. Enquanto que as gotas de água que caem do teto, formam no chão as estalagmites.

Caverna São Bernardo - cortinas vermelhas (454)

Entre inúmeros espeleotemas, encontramos os travertinos que são tufos calcários de água doce que lembram cercas com bordas artísticas, além das colunas, canudos, cortinas, polvos, ninhos de pérolas calcárias e flores de aragonita.

Caverna São Matheus - espeleotemas (449)

Cada caverna tem sua beleza e mistério. São vastas extensões debaixo da terra, hora se arrastando por lugares estreitos, percorrendo leito de rios subterrâneos ou atravessando amplos salões, absolutamente escuros e silenciosos.

Caverna São Matheus - Piabanha no Rio São Matheus (394)

Encontramos atrativos naturais conhecidos como Buraco das Araras, Salão dos Espelhos e das Cortinas, como também, observação dos habitantes do interior e da boca das cavernas.

Caverna São Matheus - olhando de dentro (626)

Em novos posts teremos a oportunidade de caminhar nesse mundo subterrâneo e visitar as principais cavernas conhecidas como Angélica, São Bernardo, São Mateus, São Vicente e Terra Ronca.

Local: São Domingos / GO

Anúncios

Oceano Global

” A vida de todos os seres vivos está intimamente ligada aos oceanos. “

Moramos num planeta constituído por uma superfície de aproximadamente 70% de água salgada, onde mais da metade desta área tem profundidades abissais. Esta contínua massa de água é dividida em cinco oceanos, mares, golfos e estreitos. É o nosso Oceano Global.

A “Global Partnership for Oceans” é uma parceria entre governos, organizações internacionais, grupos da sociedade civil e setor privado. Tem como objetivo captar recursos financeiros, ampliar o conhecimento e coordenar ações globais para combater os problemas e ameaças à saúde dos oceanos.

A Comissão Oceanográfica Intergovernamental da UNESCO faz parte desta coalizão e atua na busca de ações coordenadas para enfrentar os problemas de excesso de pesca, degradação marinha e perda de habitat.

” A sustentabilidade da vida nos oceanos depende de nós. “

Vale a pena assistir este vídeo!

Vídeo: The World Bank & The National Geographic Society

Circuito Fortaleza Deserta

O circuito Fortaleza Deserta nada mais é que um trecho da Trilha das Sete Praias, localizado entre a praia da Fortaleza e Lagoinha, litoral de Ubatuba.

P1090231 (Large)

Naquela manhã de verão, descemos em direção ao litoral para uma belíssima trilha, onde até poderíamos chamar de passeio na mata em busca de praias desertas.

P1090265 (Large)

A trilha saiu da praia da Fortaleza em uma hora de caminhada até a praia do Cedro. Amanheceu um nublado com temperatura amena onde facilitou nossa progressão dentro da mata atlântica.

P1090261 (Large)

Assim que chegamos ao Cedro desviamos a esquerda pelas rochas, em mais quinze minutos de caminhada, até a praia Deserta, totalmente escondida por terra e pelo mar é constantemente visitada por pequenas embarcações.

P1090248 (Large)

Ficamos a contemplar a praia e aquelas rochas espalhadas num pequeno pedaço de areia. Encontramos árvores de abricó, frondosas e carregadas de frutos ainda verdes. Após deleite daquele momento retornamos ao Cedro.

P1090297 (Large)

P1090301 (Large)

No Cedro desfrutamos de horas numa praia quase deserta da presença dos turistas de veraneio. Entre um banho no mar e outro no riacho buscamos as sombras da amendoeira-da-praia, também conhecida como chapéu-de-sol.

P1090315 (Large)

Ao meio dia, sol a pino, chegou a hora do lanche com castanhas, maçã e água. Em seguida iniciamos o retorno em direção ao Costão Rochoso da Fortaleza, que se projeta em direção ao mar aberto.

P1090346 (Large)

Retornamos a praia da Fortaleza para mais um banho no mar e parada para almoço. Como estávamos no horário de verão, finalizamos com um mergulho na Cachoeira da Bacia que está escondida no sertão do Corcovado.

P1090370 (Large)

Acredite em Você

P1070036 (Large)

” Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando, porque, embora quem quase morre esteja vivo, quem quase vive já morreu.”

Luís Fernando Veríssimo

FELIZ ANO NOVO!