Pico do Baepi

P1040314 (Large)

O litoral norte de São Paulo reserva algumas montanhas fascinantes. Não é pela altitude mas pela paisagem da mata que desce ao encontro do oceano formando encostas rochosas, praias e enseadas.

P1040223 (Large)

Desde São Sebastião, durante a travessia da balsa ou até mesmo dentro da Ilhabela, o Pico do Baepi se destaca pelo enorme paredão rochoso com mais de 150 metros, chegando a 1.048 metros de altitude.

P1040216 (Large)

O pico está localizado dentro da área do Parque Estadual de Ilhabela. A administração do parque preserva a trilha que leva ao topo do pico em três horas de caminhada. A distância total é aproximadamente sete quilômetros.

P1040213 (Large)

A trilha do Pico do Baepi é toda sinalizada com placas orientativas e informações para educação ambiental. Não se engane achando que a trilha é fácil porque o caminho segue num aclive constante. Saindo da cota 200, são 850 metros de desnível até o cume.

P1040241 (Large)

Com tempo limpo o visual é incrível tendo aos pés do pico a face urbana da ilha e suas enseadas. No canal de São Sebastião vemos desde pequenas embarcações até cargueiros e petroleiros.

P1040220 (Large)

Do outro lado do canal, a cidade de São Sebastião com seu porto e o enorme terminal petrolífero. Ao noroeste a enseada de Caraguatatuba e ao norte o litoral de Ubatuba.

P1040247 (Large)

Local: Ilhabela / SP

Anúncios

Nossas Sementes de Hoje

Este vídeo mostra os desafios da sustentabilidade no meio ambiente em que nascemos, crescemos e morremos. A conscientização e ações efetivas em todos os setores da sociedade são fundamentais para a preservação da fauna, flora e principalmente da sobrevivência humana.

” Uma semente é vida latente, secreta, misteriosa, apaixonante.

Em todas as culturas a semente foi um simbolo transformador do futuro.

Quais são as nossas sementes de hoje? “

Confira este vídeo. Emocionante!

Fonte: Rio+20

Desafio em Montanha

Numa manhã gelada de maio subimos a Serra da Mantiqueira em direção a Campos do Jordão para mais um desafio em montanha.

desafio_2013_20130516_1276604640

Isso mesmo, parecia mais um desafio do que propriamente uma corrida de montanha. Pura superação de nossos limites numa prova bastante técnica na distância de meia maratona.

desafio_2013_20130516_1568996355

Dentre outros desafios em corridas de montanha em Campos do Jordão, como o Pico do Itapeva e Pico do Imbiri, desta vez seria o Pico do Diamante.

desafio_2013_20130516_1362178347

O Pico do Diamante abriga apenas antenas e equipamentos de transmissão de uma emissora de televisão e proporciona uma vista espetacular do Vale do Paraíba numa altitude a 1.850 metros.

desafio_2013_20130516_1489506701

O evento contou com aproximadamente 260 competidores de diversas partes do país e até mesmo de países como Alemanha e Espanha.

desafio_2013_20130516_1436579216

A responsabilidade foi grande para cumprir o percurso com segurança considerando os desníveis em terreno acidentado em campo aberto, trilha na mata e estrada de terra.

desafio_2013_20130516_2054804540

Fotos: Ricardo Morgado

Vale do Silêncio

P1020499 (Large)

Iniciamos a subida em direção ao Vale Ascencio e me vinha à lembrança que o Paso de Los Vientos estava próximo. Realmente as fortes rajadas de vento nos deixaram alerta na descida ao Refugio Chileno.

P1020431 (Large)

Degustamos algumas amêndoas e descansamos para subir em direção ao acampamento Torres. Para nossa alegria o acampamento não estava cheio e conseguimos um bom local para montar as barracas e preparar o jantar.

P1020470 (Large)

Como o dia patagônico é longo, eu e mais um amigo resolvemos explorar o Vale do Silêncio. A estratégia foi avançar até duas horas de caminhada, controlando o horário de retorno para estarmos de volta ao por do sol.

P1020475 (Large)

Iniciamos a trilha margeando o rio Ascencio dentro de um típico bosque patagônico. Encontramos inúmeras “lengas”, uma espécie arbórea, derrubadas pelo vento. Na caminhada tranquila chegamos ao acampamento Japonês que é usado por escaladores.

P1020487 (Large)

A trilha avançou sobre uma encosta entre pedras soltas até atingir um caminho nivelado. Todo este trecho contornou o Cerro Nido de Condor. Para nossa surpresa encontramos uma belíssima flor naquele lugar inóspito.

P1020503 (Large)

Ao adentrar o Vale do Silêncio, o isolamento do lugar é tomado por uma visão de montanhas nevadas e um rastro do degelo indicado por grandes faixas de pedras.

P1020496 (Large)

A primeira vista temos o Cerro Tridente e depois os gigantes Cerro Escudo e mais a esquerda o Cerro Fortaleza. O vale se fecha como um grande anfiteatro tendo às costas de Torres del Paine escondidas à esquerda.

P1020479 (Large)

Com o anuncio do por do sol refletindo nas montanhas e um vento gelado assolando nossa resistência, havíamos chegado ao nosso limite.

P1020501 (Large)

Assim garantimos o resto da luminosidade daquele dia para retorno com segurança ao acampamento Torres.